Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

brócolos rosa choque

uma mulher moderna à moda antiga

brócolos rosa choque

uma mulher moderna à moda antiga

31
Jan19

Chatear-me, eu?! Nunca mais.

Resolver problemas é uma coisa. Andar chateada é outra coisa. Andar chateada não resolve problemas e só nos põe feias. É um estado de espírito e apenas isso. Que, aliás, pode ser evitado.

 

Eu muito facilmente ficava chateada. Era por uma resposta torta, uma incompetência de alguém no trabalho. Era quando me esquecia de algo, quando os meus filhos não me ouviam. Assim por diante, até coisas pequenas como, está a chover, o meu carro está por lavar... Pensando racionalmente, não faz lógica. Estar chateada não altera a realidade.

 

Cheguei à conclusão de que uma pessoa chateada é uma pessoa que não sabe ultrapassar determinadas necessidades. A necessidade de lhe darem importância, de ter sempre razão, de controlar tudo e todos. Assim que as coisas saem do seu campo de controlo, pronto, a pessoa fica chateada. É que depois, uma pessoa chateada descarrega a raiva. Que feio. Uma senhora não anda por aí a descarregar raiva.

 

Uma pessoa chateada acaba por culpar os outros, faz-se de vítima e clama por compaixão. Que coisa tão feia! Isto piora a situação, pois ninguém liga a uma pessoa assim. Entra-se numa espiral de emoções negativas.

 

Por último, uma pessoa que se chateia com facilidade é uma pessoa que vive num ideal utópico de que tudo tem de ser perfeito e maravilhoso. Mais vale esquecer, porque nunca é assim. Há que viver da melhor forma possível com a realidade. Se é chuva que temos hoje, bora ser feliz à chuva.

 

Chatear-me, eu?! Nunca mais!

Muah* Até amh

 

1 comentário

Comentar post

Catarina, 28

Casada. Mãe de 3. Empreendedora. Alegre.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Links

  •